Os princípios científicos do exercício físico

Olá pessoal!

Hoje estava lendo um livrinho antigo - (1995) Cross Training: uma abordagem metodológica, de Antonio Carlos Gomes e Ney Pereira de Araújo, que estudei quando tive a matéria de avaliação e prescrição de exercícios na época da universidade. Foi que resolvi escrever esta postagem sobre os princípios científicos do exercício físico.

A ciência evolue a todo tempo, mas alguns princípios e estudos perduram por anos e anos a fora. Com os princípios básicos do treinamento não é diferente. Existem muitos princípios envolvendo o treinamento físico, mas irei descrever apenas os mais básicos/importantes que os profissionais devem saber e relembrar o tempo todo, assim como àqueles que gostam de atividade física e treinam no seu dia-a-dia também é interessante saberem, pois assim irão avaliar melhor o trabalho que estão pagando por.

Vamos às minhas observações de cinco princípios básicos, sendo estes: princípio da conscientização, princípio da saúde, princípio das diferenças individuais, princípio da elevação progressiva da carga e princípio da continuidade.

Princípio da conscientização
Quando realizamos alguma coisa e sabemos o porquê dessa coisa, ela será melhor realizada. É importante sempre sabermos o porquê realizamos as coisas. Mas também digo que não é só importante saber o porquê. No Yôga (segundo o livro Tratado de Yôga, do Mestre DeRose) uma das regras gerais do Ásana é a de localização da consciência, ou seja, saber "onde" o "exercício" está trabalhando. Assim como no Yôga, como em qualquer tipo de exercício (esclarecendo: Yôga não é exercício, saiba mais clicando aqui) é importante termos a consciência do porquê, como e onde estamos trabalhando. Tendo a plena consciência da importância do treinamento proposto o mesmo será muito mais eficaz.

Princípio da saúde
Ninguém trabalha sozinho, mesmo um atleta de esporte individual - existe toda uma equipe, todo um time por trás de todo o treinamento dele. Ninguém consegue nada sozinho, por isso é importante uma boa interação de outros profissionais do ramo da saúde. Orientar um atleta/cliente a procurar sempre um médico, nutricionista, fisioterapeuta e/ou psicólogo faz parte do conjunto de medidas que devemos tomar para que nosso atleta/cliente tenha o melhor resultado possível com a melhor saúde como um todo. Preservar e melhorar a saúde das pessoas com uma boa interação de outros profissionais é fundamental para o sucesso de todos.

Princípio das diferenças individuais
Alguns o chamam de Princípio da Individualidade Biológica. O nome por sí já diz. Cada pessoa é diferente da outra. Observando que o treinamento deve seguir rigorosamente a individualidade de cada um. Tomar cuidado com atividade em grupo, para que a atividade proposta não seja muito intensa para um e muito fraca para outro, etc. Este princípio é fundamental na dosagem das séries, repetições, peso, tempo, frequência e tipo de exercício para o melhor benefício sem qualquer prejuízo.

Princípio da elevação progressiva da carga
Este é o meu favorito! O nível de performance do atleta/cliente está relacionado com o aumento progressivo da carga. A aplicação de novos estímulos, seja aumento de peso, repetições, séries, etc, deve sempre ser progressiva. Também deve-se levar em consideração o período de aumento da carga com o período de recuperação, para que não haja aumento excessivo e leve o individuo ao overtraining. Uma ótima periodização do programa de treinamento proporcionará o melhor controle de aumento progressivo das cargas de treino.

Princípio da continuidade
Tudo na vida se não for "regado" morre. Para tudo na vida você necessita dar sua dose constante e diária de amor, carinho, atenção, esforço e empenho para que você tenha uma recompensa por tudo isso. Nada é de graça. No treinamento não é diferente. O seu esforço e empenho nos treinos deve ser constante, assim como também o carinho, atenção e amor ao exercício feito. As vezes os resultados demoram, mas se o treinamento não for constante esses resultados nunca aparecerão. Assim como se você, ou seu cliente, não continuar constante no treinamento os resultados obtidos com tanta garra e suor serão perdidos. Bastam poucas semanas sem uma habilidade ser estimulada para já haver registros de diminuição da qualidade e rendimento das mesmas. Para que o organismo não pare de responder cada vez melhor aos treinos, para que ele não volte para um nível inferior no treino perdendo as habilidades e qualidades ganhas, os estímulos devem ser constantes e sem longas interrupções.

Após termos analisados estes cinco princípios básicos, temos ferramentas e estamos mais conscientes de como alcançarmos de forma mais eficiênte nossos resultados. Se algum destes princípios básicos for negligenciado poderá trazer causas negativas no treinamento, como estaginação dos resultados - ou nenhum ganho de resultado, ineficiência dos exercícios e num caso extremo até causa de lesão muscular e/ou articular.

Espero que tenham gostado e lembrem-se sempre dos princípios básicos que regem o treinamento.
Lembrando que a base, sempre é o básico, e por isso vale de vez em quando sempre estar relendo, relembrando e estudando novamente um pouco do básico.

Abraços,
Até a próxima!
Ale


Alexandre C. Alves é Esp. em Fisiologia do Exercício e em Treinamento Desportivo pela UNIFESP

O artigo Os princípios científicos do exercício físico foi escrito e editado por Alexandre C. Alves na data de 30 de abr de 2012. Esperamos que este artigo possa ser útil.

Sessões deste Artigo: